EXAMES

O Holter (Electrocardiograma Dinâmico) consiste no registo electrocardiográfico contínuo durante períodos longos, geralmente 24 horas (período que engloba um ciclo de vida completo, com as suas fases de repouso e actividade).

 

São colocados uns eléctrodos no tórax do paciente, que se ligam a um pequeno aparelho de registo do ritmo cardíaco (alimentado por baterias), que pode ser colocado num bolso ou numa pequena bolsa que se coloca no cinto.

 

O registo de toda a informação da actividade eléctrica cardíaca durante esse período, possibilita uma correlação entre os sintomas que o paciente apresente (palpitações, síncope, tonturas, dor torácica…) e eventuais alterações da actividade eléctrica do coração (arritmias, bloqueios, isquemia…). É muito importante que o paciente registe de forma precisa os sintomas e actividades de forma a que o médico cardiologista possa relacioná-los com os registos da monitorização.

 

Não há nenhuma preparação especial para este exame. Durante o tempo de realização do exame, o paciente não poderá tomar banho ou molhar-se para não interferir com a fixação dos eléctrodos no tórax. Com excepção deste facto, o paciente deverá proceder a toda a sua actividade normal do dia-a-dia.

 

Deve ser evitada a exposição a ímanes, detectores de metal, cobertores eléctricos e zonas de alta voltagem.

 

Não existe nenhum tipo de efeito secundário associado a este exame. É possível que seja necessário depilar o tórax nas zonas de colocação dos eléctrodos para que estes se fixem.

 

Este exame não tem riscos associados.